PROPOSTAS DIDÁTICAS PARA ALFABETIZAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NO BRASIL E NA ARGENTINA: OS PROGRAMAS “BRASIL ALFABETIZADO” E “ENCUENTRO”

Autores

  • Silvana Oliveira Biondi Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Francisca Izabel Pereira Maciel UFMG

Palavras-chave:

Alfabetização de Adultos, Programas Brasil Alfabetizado e Encuentro, materiais didáticos de Alfabetização de Adultos.

Resumo

O artigo objetiva apresentar resultados de análise dos materiais didáticos propostos para alfabetização de pessoas jovens e adultas em dois programas, sendo no Brasil, o Programa Brasil Alfabetizado; na Argentina, o Programa Encuentro. Privilegiou-se neste artigo, analisar a materialidade didática, isto é, os livros didáticos e/ou manuais orientadores das práticas dos alfabetizadores. No Brasil, a análise recaiu sobre um dos livros mais utilizados e avaliado pelo Programa Nacional do Livro Didático para EJA, diferente da Argentina, onde há um livro utilizado na unificada proposta didática do país. A análise permitiu identificar semelhanças e diferenças conceituais de alfabetização e nas orientações de ensino e aprendizagem da escrita e das práticas de leitura e produção textual.

Referências

ALBUQUERQUE, Eliana Borges Correia de. A Alfabetização de jovens e adultos em uma perspectiva de letramento/organizado por Eliana Borges de Albuquerque e Telma Ferraz Leal. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diver- sidade e Inclusão. Guia dos Livros Didáticos do PNLD EJA 2014 / Ministério da Educação. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão. – Natal: EDU- FRN, 2014. Disponível em:. Acesso em: 02/09/2017.

BRASIL, Plano Nacional de Educação: proposta do Executivo ao Congresso Nacional. Bra- sília: MEC/INEP, 1998. Disponível em: inep.gov.br/informacao-da-publicacao/-/asset.../ id/485349. Acesso em: 02 de set. 2017.

CARVALHO, Marlene. Alfabetizar e Letrar: um diálogo entre a teoria e a prática. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

CURY, Carlos R. Jamil. A educação escolar, a exclusão e seus destinatários. In Educação em Revista/Universidade Federal de Minas Gerais. Faculdade de Educação – n.1(1985). Belo Horizonte: FaE/UFMG, n.48, dez. 2008.

FREITAS, Olga. Equipamentos e materiais didáticos. Brasília: Universidade de Brasília, 2007. 132 p.

GERALDI, João Wanderley (org.). O Texto na Sala de Aula. 2. ed. São Paulo: Editora Ática, 1999.

KAWAMOTO, Elisa Mári; CAMPOS, Luciana Maria Lunardi. História em quadrinhos como recurso didático para o ensino do corpo humano em anos iniciais do ensino fundamental. Ciênc. Educ., Bauru, v. 20, n. 1, p. 147-158, 2014. Disponível em: <http://www.sapientia. pucsp.br/tde_busca/arquivo. php?codArquivo=307>. Acesso em: 24/07/2015.

LEAL, Telma Ferraz, BORGES, Eliana Correia de Albuquerque, MORAIS, Artur Gomes (Orgs.). Alfabetizar letrando na EJA: fundamentos teóricos e propostas didáticas. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010. (Coleção Estudos em EJA)

LEMLE, Miriam. Guia Teórico do Alfabetizador. 5. ed. Série Princípios, São Paulo: Ática, 1991.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção Textual, Análise de Gêneros e Compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

MONTENEGRO, Olinda. Libro simple para el alfabetizador. - 1a . ed. - Buenos Aires: Ministerio de Educación de la Nación: Organización de Estados Iberoamericanos, 2004.

MORAIS, Artur Gomes. Alfabetização: apropriação do sistema de escrita alfabética. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

MORAIS, Artur Gomes. Apropriação do sistema de escrita alfabética. In: Glossário CEALE; Termos de Alfabetização, Leitura e Escrita UFMG, 2014. Disponível em: . Acesso em: 25/09/2017.

RANGEL, E. O. Avaliar para melhor usar – avaliação e seleção de materiais e livros di- dáticos. In: BRASIL. MEC. Salto para o Futuro. TV Escola: Materiais didáticos: escolha e uso. Boletim 14, agosto 2005. Disponível em: http://tvbrasil.org.br/fotos/salto/ series/151007MateriaisDidaticos.pdf. Acesso em: 15 de set. de 2017.

RODRIGUEZ, L. M. La Educación de Adultos em la História Reciente de América Latina y el Caribe. Moreno Martinez, p. L. y Navarro Garcia, C. (coords.) Perspectivas históricas de laEducación de personas adultas. Vol. 3, no1, 2009. Universidad de Salamanca. Dis- ponível em: . Acesso em: 28 de mai. 2017.

ROJO, Roxane. Materiais didáticos: escolha e uso. In: BRASIL. MEC. Salto para o Futu- ro. TV Escola: Materiais didáticos: escolha e uso. Boletim 14, agosto 2005. Disponível em: <http://tvbrasil.org.br/fotos/salto/series/151007MateriaisDidaticos.pdf>. Acesso em:10/09/2017.

SCHLICHTA, Consuelo Alcioni B. D. Materiais didáticos. (Texto do III Simpósio da Licen- ciatura em Artes Visuais da FAP, Curitiba, de 23 a 27 ago. 2010 – Curitiba: Faculdade de Artes do Paraná, 2010.) Disponível em: <http://www.fap.pr.gov.br/arquivos/File/ extensao/2-ENREFAEB_3-Simposio AV/01ConsueloAlcioni.pdf>. Acesso em: 26/09/2017.

SCHNEUWLY, Bernard. DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. Trad. E org. Roxane Rojo e Glaís Sales Cordeiro. 2. ed., Campinas, SP: Mercado das Letras, 2010.

SCLIAR-CABRAL L. Princípios do sistema alfabético do português do Brasil. São Paulo: Contexto, 2003.

SOLÉ, Isabel. Estratégias de Leitura. Trad. Cláudia Schilling. 6a ed., Porto Alegre: ArtMed, 1998.

TORRES, R. M. Relatório Síntese Regional da América Latina e Caribe da alfabetização à aprendizagem ao longo da vida: tendências, questões e desafios na educação de jovens e adultos na América Latina e no Caribe. In: UNESCO. Educação e aprendizagem para todos: olhares dos cinco continentes. Brasília: Unesco / Ministério da Educação, 2009.

VÓVIO, Cláudia Lemos; MANSUTTI, Maria Amábile. Viver, Aprender: alfabetização de jovens e adultos. 2. ed. São Paulo: Global, 2007.

Publicado

2020-03-25

Edição

Seção

DOSSIÊ