A CARTILHA MATERNAL, A CARTILHA DO POVO E A CAMINHO SUAVE: TRÊS PERSPECTIVAS SOBRE A ALFABETIZAÇÃO

Autores

Palavras-chave:

História da Educação, História da Alfabetização, Cartilha do Povo, Cartilha Maternal, Caminho Suave.

Resumo

O presente artigo propõe-se a efetuar uma reflexão sobre a aplicação de alguns métodos na história da alfabetização no Brasil, a partir do estudo de três Cartilhas, consideradas exemplares em seu tempo: a Cartilha Maternal de João de Deus, datada de 1876, e seu impacto no Brasil; a Cartilha do Povo, de Lourenço Filho, que veio a público no ano de 1928; e a cartilha Caminho Suave de Branca Alves de Lima, que teve sua primeira edição datada de 1948. As três cartilhas serão tomadas como fonte documental do trabalho e serão cotejadas com a análise da bibliografia já existente sobre as mesmas. Nesse sentido, as fontes serão comparadas com a bibliografia, à luz dos procedimentos inscritos na operação historiográfica. Os resultados obtidos puderam evidenciar as modificações existentes na trajetória das práticas de alfabetização, enfocadas nas cartilhas, suas mudanças e permanências, decorrente das concepções sócio-políticas da sociedade vigente.

Biografia do Autor

Carlota Boto, Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo

É professora titular da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), onde leciona Filosofia da Educação. É Bolsista Produtividade PQ1D do CNPq. É autora do livro 'A escola do homem novo: entre o Iluminismo e a Revolução Francesa', publicado pela Editora Unesp, do livro 'A escola primária como rito de passagem: ler, escrever, contar e se comportar', publicado pela Imprensa da Universidade de Coimbra, do livro 'A liturgia escolar na Idade Moderna', publicado pela Editora Papirus e do livro 'Instrução pública e projeto civilizador: o século XVIII como intérprete da ciência, da infância e da escola', publicado pela Editora Unesp. Este trabalho contempla uma investigação concluída, desenvolvida no âmbito do projeto temático da FAPESP 18/26699-4, intitulado 'Saberes e práticas em fronteiras: por uma história transnacional da educação'. 

Nathalia Campelo Ferraz Guirao, Faculdade de Educação da USP

Nathalia Campelo é estudante de graduação no curso de pedagogia da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP). Este artigo é fruto de sua Iniciação Científica, desenvolvida sem auxílio financeiro, no período de março de 2017 a março de 2018, sob a orientação da Profª. dra.  Carlota Boto. Atua como professora auxiliar do primeiro ano e participar dos projetos realizados na Escola de Aplicação da FEUSP na área de alfabetização, trabalhando ativamente em seu maior campo de pesquisa.

Referências

BERTOLETTI, Estela Natalina Mantovani. Lourenço Filho e a alfabetização: um estudo de Cartilha do povo e da cartilha Upa, cavalinho. São Paulo: UNESP, 2006.

BOTO, Carlota. A civilização escolar como projeto político e pedagógico da modernidade: cultura em classes, por escrito. Cadernos CEDES 61: “Arte & manhas dos projetos políticos e pedagógicos”, CEDES/Campinas, v. 61, n.dez. 03, p. 378-397, 2003.

BOTO, Carlota. Alfabetização: entre o método fônico e o construtivismo, a necessidade de reconstruir o debate. Jornal da USP, São Paulo, 03 maio 2019. Disponível em: <https://jornal.usp.br/artigos/alfabetizacao-entre-o- metodo-fonico-e-o-construtivismo-a-necessidade-de-reconstruir-o-debate/>

BOTO, Carlota. Aprender a ler entre cartilhas: civilidade, civilização e civismo pelas lentes do livro didático. Revista Educação e Pesquisa, São Paulo, v.30, n.3, p. 493-511, set./dez. 2004.

BOTO, Carlota. Ler, escrever, contar e se comportar: a escola primária como rito do século XIX português. Tese doutorado. 1ed. Portugal: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2012.

CAPOVILLA, Alessandra G.S.; CAPOVILLA, Fernando C. Alfabetização: método fônico. São Paulo: MEMNON, 2007.

COLELLO, Silvia de Mattos Gasparian. Caminho Suave: você se lembra dela? [Depoimento a Maria Clara Vieira], 2016.

Revista Brasileira de Alfabetização | ISSN: 2446-8584 | Número 12 - 2020 210

DOCUMENTÁRIO. D-06 Reforma Sampaio Dória. UNIVESP, 2010. Disponível em:<https://www.youtube.com/ watch?v=evSz_gCOWi0>. Acesso: nov., 2019.

FRADE, Isabel Cristina Alves da Silva. Métodos de alfabetização, métodos de ensino e conteúdos da alfabetização: perspectivas históricas e desafios atuais. Santa Maria, v.32, n. 01, p.21-40, 2007. Disponível em:

LEMME, Paschoal. O Manifesto dos Pioneiros da Educação Nova e suas repercussões na realidade educacional brasileira. Revista Pedagógica de Estudos Pedagógicos, v. 86, no 212, pp. 163-178, jan/ abril, 2005.

MARCILIO, Maria Luiza. História da alfabetização no Brasil. São Paulo: EDUSP, 2016.

MONARCHA, Carlos. Lourenço Filho. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010. 152 p.: il. –

(Coleção Educadores).

MONARCHA, Carlos; FILHO, Rui Lourenço. Por Lourenço Filho: uma biobibliografia. Coleção Lourenço Filho. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais: Brasília – BR. Vol. 1, 2001.

MORTATTI, Maria do Rosário Longo (org.). Alfabetização no Brasil: uma história de sua história. São Paulo; Marília: Editora UNESP/Oficina Universitária, 2011. v. 1. 309p .

MORTATTI, Maria do Rosário Longo (org.). História dos métodos de alfabetização no Brasil. Conferência: Alfabetização e letramento em debate. Brasília, 2006.

MORTATTI, Maria do Rosário Longo. Os sentidos da alfabetização (1876-1994). São Paulo: UNESP, 2000.

PERES, Eliane; RAMIL, Chris de Azevedo. Alfabetização pela imagem: uma análise iconográfica da cartilha Caminho Suave e do material de apoio. Revista Cadernos de Pesquisa em Educação – PPGE/UFES, Vitória, ES, a. 12, v.19, n.41, p.53-79, jan/jun. 2015.

PERES, Eliane Teresinha; VAHL, Mônica Maciel; THIE, Vania Grim. Aspectos editoriais da cartilha Caminho Suave e a participação da Editora Caminho Suave Limitada em programas federais do livro didático. Maringá- PR: Revista Brasileira de História da Educação, v. 16, n. 1 (40), p.335-372, jan./abr., 2016.

PERUQUE, Jéssica Toro. Cartilha Caminho Suave: História e memória dos 65 anos de publicação. TCC sob orientação Dra. Analete Regina Schelbauer. Maringá: Universidade estadual de Maringá, 2016.

RUIVO, Isabel. João de Deus: Métodos de leitura com sentido. Actas do VI Encontro Nacional (IV Internacional) de Investigação em Leitura, Literatura Infantil e Ilustração. Braga: Universidade do Minho, out. de 2006.

SOARES, Magda. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Minas Gerais: Revista Brasileira de Educação, no 25, p. 5 – 17, jan/fev/mar/abr. 2004.

TV ESCOLA e Fundação Joaquim Nabuco. Documentário: Lourenço Filho. Série: Educadores, 2011. Disponível em: < https://tvescola.org.br/tve/video/educadores-lourenco-filho>.

Publicado

2020-07-27

Como Citar

Boto, C., & Guirao, N. C. F. (2020). A CARTILHA MATERNAL, A CARTILHA DO POVO E A CAMINHO SUAVE: TRÊS PERSPECTIVAS SOBRE A ALFABETIZAÇÃO. Revista Brasileira De Alfabetização, (12), 192-211. Recuperado de http://revistaabalf.com.br/index.html/index.php/rabalf/article/view/399

Edição

Seção

TEMA LIVRE