METODOLOGIAS ATIVAS COMO ESTRATÉGIA PARA O PROJETO “NOVO MAIS EDUCAÇÃO”

DOI:

https://doi.org/10.47249/rba2021438

Palavras-chave:

Metodologias Ativas, Português e Matemática.

Resumo

O modelo educacional atual não permite o uso de metodologias tradicionais, pois o público são alunos com acesso as informações de forma imediata. Nesse contexto, escola e professores devem acompanhar a “nova era”. Metodologias ativas se adaptam melhor as novas exigências do ambiente educacional. A intervenção mostrou-se exitosa quando aplicadas a leitura e interpretação e na matemática. A ação foi desenvolvida com alunos de 9 a 11 anos do projeto “Novo Mais Educação” da EMEIF Raimundo Rodrigues Moreira que apresentavam baixo rendimento no aprendizado regular. Com as ações houve melhora no aprendizado da ordem de 50% referente a português e matemática, além da elevação para 90% o percentual de frequência dos alunos e seus familiares no ambiente escolar, durante os 5 meses de programa.

Referências

ANJOS-SANTOS, LM; LANFERDINI, PAF; CRISTOVÃO, VLL Dos saberes para ensinar aos saberes didatizados: uma análise da concepção de sequência didática segundo o isd e sua reconcepção na revista Nova Escola. Ling. (dis)curso (Impr.), Tubarão, v. 11, n. 2, p. 377-400, 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S1518-76322011000200009 .

BARBOSA, EF; MOURA, DG Metodologias ativas de aprendizagem na Educação Profissional e Tecnológica. Boletim Técnico Do Senac, v. 39, nº2, p.48-67, maio/ago. 2013. Disponível em: <https://www.bts.senac.br/bts/article/view/349>. Acesso 23 abr. 2020.

BERBEL, NAN As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, Londrina, v. 32, n. 1, p. 25-40, 2011. http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2011v32n1p25 .

BIANCHINI, G; GERHARDT, T; DULLIUS, MM Jogos no ensino de matemática “quais as possíveis contribuições do uso de jogos no processo de ensino e de aprendizagem da matemática. Revista Destaques Acadêmicos, v.2, n.4, 2010. http://www.univates.br/revistas/index.php/destaques/article/view/83 .

BRASIL. Decreto nº 7.083, de 27 de janeiro de 2010. Dispõe sobre o Programa Mais Educação. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Decreto/D7083.htm . Acesso em: 01 março. 2020.

BRASIL. Portaria Normativa Interministerial n. 17, de 24 de abril de 2007. Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades sócio-educativas no contraturno escolar. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/mais_educacao.pdf >. Acesso em: 05 março 2020.

CALDWELL, BJ; SPINKS, JM Beyond the self-managing school. London: Falmer Press, 1998.

CASTRO, EA; COELHO, V; SOARES, R; SOUSA, LKS; PEQUENO, JOM; MOREIRA, JR Ensino híbrido: Desafio da contemporaneidade. Periódico Científico Projeção e Docência, v.6, n.2, 2015.

LEÃO, DMM Paradigmas Contemporâneos de educação: Escola tradicional e escola construtivista. Cadernos de Pesquisa, n.107, p.187-206, 1999. https://doi.org/10.1590/S0100-15741999000200008.

LIBÂNEO, JC Democratização da escola pública. Edições Loyola, 2001.

MALUF, ÂCM Brincar: Prazer e Aprendizado. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

MITRE, SM; SIQUEIRA, R; GIRARDI, M; JM; MORAIS, NM; MEIRELLES, CAB; PINTO, C; MOREIRA, T; HOFFMANN, LMA Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 13, 2008. https://doi.org/10.1590/S1413-81232008000900018 .

MORAN, JM A educação que desejamos: novos desafios e como chegar lá. 5. ed. Campinas: Papirus, 2014.

PARENTE, CMD; PRADO, RAN Programa Mais Educação: análise das produções acadêmicas. Revista Humanidades, Fortaleza, v. 31, n. 2, p. 563-583, 2016. https://doi.org/10.14244/19827199 .

PIAGET, J. O nascimento da inteligência na criança (A. Cabral, Trad.). Rio de Janeiro: editora Guanabara. (Trabalho original publicado em 1936), 1966.

PICCOLI, L; CAMINI, P Práticas Pedagógicas em Alfabetização: espaço, tempo e corporeidade. Erechim: Edelbra, 2012.

RIBEIRO, MCM; OLIVEIRA, ADS. Ensino de língua portuguesa por meio do desenvolvimento de um jogo didático: uma proposta para o ensino de produção de textos orais e escritos. Leia Escola, Campina Grande, v. 17, n. 1, 2017. https://doi.org/10.35572/rle.v17i1.849 .

RODRIGUES, N. Educação: da formação humana à construção do sujeito ético. Educação & Sociedade, Campinas, ano XXII, n. 76, p. 232-257, 2001. https://doi.org/10.1590/S0101-73302001000300013 .

SAVIANI, D Escola e democracia. 24. ed. São Paulo: Cortez, 1991.

SILVA, MS Clube de matemática: jogos educativos. 2.ed. Campinas, SP: Papirus, 2005.

VALENTE, JA; ALMEIDA, MEB; GERALDINI, AFS Metodologias ativas: das concepções às práticas em distintos níveis de ensino. Rev. Diálogo Educ., Curitiba, v. 17, n. 52, p. 455-478, 2017. https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=189154955008 .

XAVIER, A. C. S. Letramento Digital e Ensino. 2011. Disponível em: <https://www.ufpe.br/nehte/artigos/Letramento%20digital%20e%20ensino.pdf>

Publicado

2021-07-04

Como Citar

METODOLOGIAS ATIVAS COMO ESTRATÉGIA PARA O PROJETO “NOVO MAIS EDUCAÇÃO”. (2021). Revista Brasileira De Alfabetização, (14), 138-147. https://doi.org/10.47249/rba2021438

Edição

Seção

TEMA LIVRE