Relações de ensino e desenvolvimento humano: reflexões sobre as (trans)formações na atividade de (ensinar a) ler e escrever

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47249/rba.2019.v1.314

Palavras-chave:

alfabetização, relações de ensino, desenvolvimento humano, vivência atribuída de sentido, perspectiva histórico-cultural

Resumo

: Ao refletir sobre qual alfabetização para qual tempo, teço considerações sobre as práticas de leitura e escrita e as práticas de ensino da leitura e escrita nas condições da contemporaneidade. Assumindo uma perspectiva histórico-cultural, indago sobre os efeitos da produção tecnológica, que vem transformando tais práticas, e argumento sobre a necessidade de se aprofundar os estudos da sociogênese do desenvolvimento humano, levando-se em conta a complexidade do tempo histórico, a complexidade da língua em suas múltiplas facetas, a complexidade das relações sociais e a desigualdade das condições de vida. Num movimento histórico dialético de interconstituição, as crianças se desenvolvem nas relações com os professores também em desenvolvimento, participando colaborativamente das (trans)formações, tanto da atividade de ensinar quanto das atividades de ler e de escrever.

Biografia do Autor

Ana Luiza Bustamante Smolka, Universidade Estadual de Campinas

Departamento de Psicologia Educacional

Desenvolvimento Humano; linguagem

Publicado

2020-03-24

Como Citar

Smolka, A. L. B. (2020). Relações de ensino e desenvolvimento humano: reflexões sobre as (trans)formações na atividade de (ensinar a) ler e escrever. Revista Brasileira De Alfabetização, 1(9). https://doi.org/10.47249/rba.2019.v1.314

Edição

Seção

DOSSIÊ