MULTIMODALIDADE

APROXIMAÇÕES CONCEITUAIS, PRODUÇÕES INFANTIS E PROPOSTAS PEDAGÓGICAS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO

Autores

  • Mônica Daisy Vieira Araújo Universidade Federal de Minas Gerais
  • Isabel Cristinal Alves da Silva Frade Universidade Federal de Minas Gerais
  • Carla Viana Coscarelli Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.47249/rba.v%2513.454

Palavras-chave:

Multimodalidade, Recursos semióticos, Criança, Alfabetização

Resumo

Neste artigo, discutimos a noção de multimodalidade assim como a importância desse conceito e dos diferentes modos de operar com ele, para que a noção de
multiletramentos seja colocada em prática no contexto educacional. Para isso, partimos do pressuposto de que textos são multimodais por natureza, uma vez que diversas linguagens são articuladas na construção deles. Discutiremos indicações feitas pela BNCC a respeito do uso de textos multimodais e analisaremos propostas de atividades escolares, assim com produções multimodais de crianças no período de alfabetização. Apontamos a necessidade de que os professores evidenciem as camadas criadas pelas crianças em seus textos. Mostrar essas camadas, criadas a partir de diversos recursos semióticos, para os alunos vai ajudá-los a explorar as possibilidades de sentidos dos textos multimodais que leem e produzem.

Biografia do Autor

Mônica Daisy Vieira Araújo , Universidade Federal de Minas Gerais

Professora do Departamento de Métodos e Técnicas de Ensino da FaE/UFMG.

Referências

BEZEMER, Jeff; KRESS, Gunther. Multimodality, Learning and Communication: A Social Semiotic Frame. London:

Routledge. 2016

BRASIL, Base Nacional Comum Curricular. Ministério da Educação. 2018.

CORRÊA, Hércules Toledo; CAMPOS, Cleide de Araujo. A influência dos elementos gráficos nos livros para

crianças na contemporaneidade: análise de duas obras da coleção Universidade das Crianças. Revista Graphos,

Fortaleza, v. 21, n. 1, p.159-175, jul. 2019.

COIRO, Julie. Talking About Reading as Thinking: Modeling the Hidden Complexities of Online Reading

Comprehension, Theory Into Practice, v.50, n.2, p. 107- 115, abr. 2011.

FRADE, Isabel Cristina Alves da Silva. et al. Tecnologias digitais na alfabetização: o trabalho com jogos e

atividades digitais para aquisição do sistema alfabético e ortográfico de escrita. Belo Horizonte: UFMG / FaE /

Ceale, 2018.

GLÓRIA, Julianna Silva. Influências e confluências do uso do suporte de escrita digital na alfabetização de

crianças do 1º ano do primeiro ciclo. Belo Horizonte: UFMG, 2011. 324 p. Tese (Doutorado) Programa de Pósgraduação

em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte,

KRESS, Gunther. Design and transformation: New theories of meaning. In: COPE; Bill; KALANTZIS, Mary. (Org.).

Multiliteracies: Literacy learning and the design of social futures London: Routledge, 2000a. p. 153-161.

KRESS, Gunther. Multimodality. In: COPE, B, KALANTZIS, M. (Org.), Multiliteracies: Literacy learning and the

design of social futures. London: Routledge. 2000b. p. 182-202.

KRESS, Gunther. El alfabetismo em la era de los nuens médios de comunciación. Granada: Aulae, 2005.

KRESS, Gunter; VAN LEEUWEN, Theo. Front Pages: (The critical) analysis of newspaper layout. In: BELL, Allan;

GARRET, Peter. (Org.) Approaches to media discourse. Blackwell Publishing, 1998. p. 186-219.

KRESS, Gunther; BEZEMER Jeff. Escribir en un mundo de representación multimodal. In. KALMAN e STREET

(Org.) Lectura, escritura e matemáticas – Diálogos com a América Latina. Mérico: single XXI, 2009.

HOBBS, Renee. Digital and Media Literacy: Connecting Culture and Classroom. Thousand Oaks, CA: Corwin/

Sage, 2010.

JENKINS, Henry. Confronting the challenges of participatory culture: Media education for the 21st century. The

MIT Press, MA, 2009.

JOHNSON, Denise. Reading, Writing, and Literacy 2.0. New York: Teachers College Press, 2014.

MARSH, Jackie. Researching the digital literacy and multimodal practices of young children: a European

agenda for change. In: Erstad, O., Rosie Flewitt, R., Kümmerling-Meibauer, B., and Pereira, I. S.P. (Ed.). The

Routledge Handbook of Digital Literacies in Early Childhood. London: Routledge, 2019, P. 19 -30.

ROJO, Roxane Helena Rodrigues. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial,

ROJO, Roxane Helena Rodrigues, MOURA, Eduardo (Org.). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola

Editorial, 2012.

RIBEIRO, Ana Elisa. Textos multimodais: leitura e produção. São Paulo: Parábola Editorial, 2016.

RIBEIRO, Ana Elisa. Como crianças percebem o leiaute antes de aprenderem a ler. Alfa: Revista de Linguística

(UNESP. São José do Rio Preto. Online), v. 54, 2010.

RIBEIRO, Ana Elisa. Multimodalidade e produção de textos: questões para o letramento na atualidade. Signo,

Santa Cruz do Sul, v. 38, n. 64, p. 21-34, jan./jun. 2013. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/

signo/article/view/3714/2554 Acesso em: 13 dez. 2019.

STREET, Brain. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na

educação. Trad.: Marcos Bagno. São Paulo: Parábola Editorial. 2012.

STREET, Brain. Multimodalidade. In: FRADE, Isabel Cristina A. S.; COSTA VAL, Maria da Graça; BREGUNCI,

Maria das Graças C. (Org.). Glossário Ceale. Termos de alfabetização, leitura e escrita para educadores. Belo

Horizonte. Faculdade de Educação. 2014. p. 229-231.

Publicado

2020-12-03

Como Citar

Vieira Araújo , M. D., Frade, I. C. A. da S., & Coscarelli, C. V. . (2020). MULTIMODALIDADE: APROXIMAÇÕES CONCEITUAIS, PRODUÇÕES INFANTIS E PROPOSTAS PEDAGÓGICAS NO PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO. Revista Brasileira De Alfabetização, (13), 4-25. https://doi.org/10.47249/rba.v%13.454

Edição

Seção

DOSSIÊ