FÓRUM ESTADUAL DE ALFABETIZAÇÃO DO RIO DE JANEIRO

EDUCAÇÃO, ALFABETIZAÇÃO, ESPAÇO PÚBLICO E DEMOCRACIA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47249/rba2022589

Palavras-chave:

Políticas Públicas, Alfabetização escolar, Fórum de Alfabetização

Resumo

O artigo aborda a constituição do Fórum Estadual de Alfabetização no Rio de Janeiro (FEARJ) como um espaço político-pedagógico de mobilização para ensino da Língua Portuguesa. As análises consideraram as implicações da participação dos professores, em especial, dos alfabetizadores, a partir de um movimento horizontal e dialógico. O estudo privilegiou a análise das Atas do Fórum, observando as inquietações dos professores com o crescente campo das políticas educacionais, em especial, com o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) e sobre seus desdobramentos para alfabetização escolar. O estudo conclui que há uma alteração do papel do Estado na Educação pública, quando desconsidera a distinção entre responsabilização e responsabilidade docente, ao atribuir o cunho competitivo para o ensino da Língua Portuguesa

Referências

AFONSO, Almerindo Janela. Para uma conceitualização alternativa de accountability na educação. Educação &

Sociedade, v. 33, n. 119, p. 471-484, 2012. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0101- 73302012000200008>.

Acesso em: 09 set. 2021

AFONSO, Almerindo Janela. Questões, objetos e perspectivas em avaliação. Avaliação: Revista da Avaliação

da Educação Superior (Campinas) [online]. 2014, v. 19, n. 2 p. 487-507. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/

S1414-40772014000200013>. Acesso em: 09 set. 2021.

ALMEIDA, Maria Elisa de; CONSTANT, Elaine; MOITA, Nilza. Processo Político de Constituição do Fórum Estadual

de Alfabetização do Rio de Janeiro (FEARJ). In: Lino, Claudia de Souza et al. FEARJ: debates sobre políticas

públicas, currículo e docência na alfabetização. Rio de Janeiro: Rona Editora, 2019.

ARELARO, Lisete Regina Gomes; MAUDONNET, Janaina Vargas de Moraes. Os fóruns de educação infantil e

as políticas públicas para a infância no Brasil. Laplage em Revista (Sorocaba), vol.3, n.1, jan.-abr. 2017, p.6-18.

AZEVEDO, Sérgio de. Políticas públicas: discutindo modelos e alguns problemas de implementação. In: SANTOS

JUNIOR, Orlando A. dos (et al). Políticas públicas e gestão local: programa interdisciplinar de capacitação de

conselheiros municipais. Rio de Janeiro, FASE, 2003.

BORGES, Carline; VARGAS, Cristina.; CRUZ, Cristiane.; SANTOS, Geraldo. As Pesquisas em Educação e os

Cotidianos com Michel de Certeau. Caderno de Produção Acadêmico-Científica. Programa de Pós-Graduação

em Educação, Vitória- ES, v. 22, n. 2, p. 9-25, jul./dez. 2016.

BROOKE, Nigel. Responsabilização educacional no Brasil. Revista Iberoamericana de Evaluación Educativa. v.

, pp. 93-109, 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/cp/v36n128/v36n128a06.pdf>. Acesso em: 20 de

jun. 2021.

CARDIA, Nancy. A violência urbana e a escola. Revista Contemporaneidade e Educação, nº 2, 2º semestre,

CERTEAU, Michel de. A Invenção do Cotidiano: Artes de Fazer. 17.ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

_______. A escrita da História. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1982.

CHAUÍ, Marilena. Conformismo e resistência: aspectos da cultura popular no Brasil. São Paulo: Editora Brasiliense

S.A, 1986.

DI GIOVANNI, Julia. A estratégia e seus outros: notas sobre o Fórum Social Mundial. Revista de recerca i

formació en antropologia, n.15, 2011. www.periferia.name

DURAN, Maria Claret Geraes. Maneiras de pensar o cotidiano com Michel de Certeau. Diálogo Educ., Curitiba,

v. 7, n. 22, p. 115-128, set./dez. 2007.

FARIA, Arilton.; SILVA, Alfredo. Estudos Organizacionais Baseados em Michel de Certeau: A Produção

Internacional entre 2006 e 2015. Revista Alcance – Eletrônica – vol. 24 – n. 2 p209-226 – abr./jun.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere. v. 1. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

LOPES, Alice Ribeiro Casimiro. Políticas de integração curricular. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2008.

MACEDO, Elizabeth. “Currículo e tempo: a organização em ciclos”. Rio de Janeiro: Secretaria Municipal de

Educação, 1999 (mimeo).

MORTATTI, Maria do Rosário Longo. Alfabetização no Brasil: conjecturas sobre as relações entre políticas

públicas e seus sujeitos privados. Revista Brasileira de Educação v. 15 n. 44 maio/ago. 2010.

OLIVEIRA, Inês Barbosa (org). A democracia no cotidiano da escola. Rio de Janeiro; DP&A, 1999.

SANTOS, Boaventura de Souza. A Crítica da Razão Indolente: contra o desperdício da experiência. São Paulo:

Cortez, 2000.

SENNETT, Richard. Juntos: os rituais, os prazeres e a política da cooperação. Editora Record, Rio de Janeiro,

Publicado

2022-03-24

Como Citar

Constant, E. (2022). FÓRUM ESTADUAL DE ALFABETIZAÇÃO DO RIO DE JANEIRO: EDUCAÇÃO, ALFABETIZAÇÃO, ESPAÇO PÚBLICO E DEMOCRACIA. Revista Brasileira De Alfabetização, (16), 150-163. https://doi.org/10.47249/rba2022589

Edição

Seção

ARTIGOS