A LEITURA COMO PRINCÍPIO EDUCATIVO NO PRIMEIRO SEGMENTO DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DE FLORIANÓPOLIS/SC

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47249/rba2022592

Palavras-chave:

Educação de Jovens e Adultos, Alfabetização, Leitura, Princípio educativo

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar o princípio educativo da leitura, em desenvolvimento nas turmas de primeiro segmento (anos iniciais) da EJA da rede municipal de ensino de Florianópolis/SC. Tratase da explicitação do modelo pedagógico próprio da EJA municipal, conforme prevê o artigo 37 da LDB 9.394/96. São enunciados argumentos que levaram à construção da diretriz, explicitada na Proposta Curricular do Município (2016). A leitura orienta o processo de alfabetização dos estudantes do primeiro segmento partindo da premissa de que ler é mais fácil do que escrever e o ato de ler traz, com rapidez, autonomia aos jovens, adultos e idosos no processo de alfabetização, tendo em vista que as pessoas lêem muito mais do que escrevem. Apresenta-se também breve histórico da EJA municipal. São apontados, ainda, aspectos que evidenciam as dificuldades dos professores em aderir ao princípio.

Referências

ARROYO, Miguel González. Educação de jovens-adultos: um campo de direitos e de responsabilidade pública.

In: SOARES, Leôncio; GIOVANETTI, Maria Amélia G. C.; GOMES, Nilma Lino (orgs.). Diálogos na educação de

jovens e adultos. Belo Horizonte: Autêntica, 2005. p. 19- 50.

BARBOSA, José Juvêncio. Alfabetização e leitura. São Paulo: Cortez, 1994. Coleção Magistério 2º grau. Série

formação do professor, v. 16.

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, nº 9.394. 1996. Disponível em: http://portal.mec.gov.

br/arquivos/pdf/ldb.pdf. Acesso em: 07/10/2021.

______. Constituição Federal da República. 1988. Texto constitucional promulgado em 5 de outubro de 1988,

com as alterações determinadas pelas Emendas Constitucionais de Revisão nos 1 a 6/94, pelas Emendas

Constitucionais nos 1/92 a 91/2016 e pelo Decreto Legislativo no 186/2008. – Brasília: Senado Federal,

Coordenação de Edições Técnicas, 2016. Disponível em: https://www2.senado.leg.br/bdsf/bitstream/handle/

id/518231/CF88_Livro_EC91_2016.pdf?sequence=1. Acesso em: 12/10/2021.

CORD, Deisi. Sujeitos em processo de alfabetização e sua apropriação da cultura digital: um estudo exploratório

no I Segmento da EJA da rede municipal de ensino de Florianópolis/SC. Tese (doutorado) – Universidade do

Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências Humanas e da Educação, Programa de Pós-Graduação em

Educação. Florianópolis/SC, 2017.

FLORIANÓPOLIS. Proposta curricular da rede municipal de ensino de Florianópolis. Florianópolis: Prefeitura de

Florianópolis. Secretaria de Educação, 2016. Disponível em: https://www.pmf.sc.gov.br/entidades/educa/index.

php?cms=proposta+curricular&menu=11&submenuid=253. Acesso em: 12/10/2021

______. Resolução nº 02/2010. Estabelece normas operacionais complementares e instituem as

diretrizes gerais e operacionais para a Educação de Jovens e Adultos. Florianópolis: Conselho

Municipal de Educação, 2010. Disponível em:http://www.pmf.sc.gov.br/arquivos/arquivos/

pdf/22_05_2012_9.07.54.4dd7c915407c29618e1ac0d2900ba463.pdf. Acesso em: 12/09/2021.

______. Estrutura, funcionamento, fundamentação e prática na Educação de Jovens

e Adultos/EJA. 2008. Disponível em: http://www.pmf.sc.gov.br/arquivos/arquivos/

pdf/22_02_2010_9.36.57.04162e08d6cd8876612adc5ada375bd5.pdf. Acesso em: 12/09/2021.

FOUCAMBERT, Jean. Modos de ser leitor: aprendizagem e ensino da leitura no ensino fundamental. Curitiba:

Editora UFPR, 2008.

______. A leitura em questão. Porto Alegre: Artes Médicas, 1994.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Autores Associados,

Cortez, 1989.

GERALDI, José Wanderlei (Org.). O texto na sala de aula. Cascavel: Assoeste, 1984.

HADDAD, Sérgio. A Educação Continuada e as políticas públicas no Brasil. IN: REVEJ@ - Revista de Educação

de Jovens e Adultos, v. 1, n. 0, p. 27-37, ago. 2007

OLIVEIRA, SILVIA Maria de. Alfabetização e letramento na educação de jovens e adultos. In: LAFFIN, Maria

Hermínia Lage Fernandes (Org.). Educação de jovens e adultos, diversidade e o mundo do trabalho. 1.ed. Ijuí:

Unijuí, 2012, v., p. 183-196.

OLIVEIRA, Gilvan Muller de (Org.) Interesse, pesquisa e ensino: Uma equação para a educação escolar no

Brasil. A experiência da Educação de Jovens e Adultos na Rede Municipal de Ensino de Florianópolis: Prelo,

RIOS, Arlete. O perfil do aluno da Educação de Jovens e Adultos da escola básica “Edith Gama Ramos” - Um

estudo de caso. Monografia de especialização. Florianópolis: Unisul, 1988. Mimeo.

SOARES, Magda. Alfabetização: a questão dos métodos. 1.ed. São Paulo: Contexto, 2018.

______. Letramento e alfabetização: as muitas facetas. Revista Brasileira de Educação. Jan /Fev /Mar /Abr 2004,

Nº 25. p. 1-13.

Solé, Isabel. Estratégias de leitura. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 1998.

SOUTO, Regina Bittencourt. A EJA na cidade de Florianópolis. In: SILVA, Cristiane Bereta da (Org.). Histórias e

trajetórias de jovens e adultos em busca de escolarização. Florianópolis: Editora UDESC, 2009. p. 29-47.

Publicado

2022-03-24

Como Citar

Cord, D. . (2022). A LEITURA COMO PRINCÍPIO EDUCATIVO NO PRIMEIRO SEGMENTO DA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS DE FLORIANÓPOLIS/SC. Revista Brasileira De Alfabetização, (16), 73-85. https://doi.org/10.47249/rba2022592

Edição

Seção

ARTIGOS