FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES ALFABETIZADORES NA PERSPECTIVA DA PRÁXIS DISCURSIVA

Autores

  • Kathiuscia Arnone Universidade Federal do Espírito Santo
  • Dulcinéa Campos Silva Universidade Federal do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.47249/rba2023781

Palavras-chave:

formação de professores alfabetizadores; alfabetização; perspectiva enunciativa discursiva de linguagem; práxis discursiva; epistemologia da práxis.

Resumo

RESUMO

Este artigo discute a formação de professores alfabetizadores e busca compreender como se constitui um processo de formação continuada na perspectiva da epistemologia da práxis referenciada na realidade concreta dos professores, estudantes e comunidade em uma escola pública. No percurso, manteve a unidade dialética entre teoria e prática. Fundamenta-se no aporte teórico-metodológico de Bakhtin e seu Círculo e no Materialismo Histórico-Dialético. Os resultados mostraram transformações nas ações dos professores e na organização autônoma e criativa do seu fazer pedagógico.

Palavras-chave: formação de professores alfabetizadores; alfabetização; perspectiva enunciativa discursiva de linguagem; práxis discursiva; epistemologia da práxis.

Referências

REFERÊNCIAS

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BAKHTIN, M.; VOLÓCHINOV, V. (Círculo de Bakhtin) Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. São Paulo: Ed. 34, 2017.

BORGES, F. G. B. Os gêneros textuais em cena: uma análise crítica de duas concepções de gêneros textuais e sua aceitabilidade na educação no Brasil. RBLA, Belo Horizonte, v. 12, n. 1, p. 119-140, 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbla/a/6WyLGqnRwsdFHnxkxr5cxmx/?format=pdf&lang=pt Acesso em: 24 jul. 2021.

BORGES, M. C.; RICHTER, L. M. A formação de professores: epistemologia e práxis criadora. Eccos - Revista Científica, São Paulo, n. 59, p. 1-16, out./dez. 2021. Disponível em: https://doi.org/10.5585/eccos.n59.13935. Acesso em: 16 set. 2021.

CARDOSO, D. A dialética nos escritos do círculo de Bakhtin. 2013. 121 f. Tese (Doutorado em Letras) – Faculdade de Letras, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Porto Alegre, 2013.

DUARTE NETO, J. H. Epistemologia da Prática: fundamentos teóricos e epistemológicos orientadores da formação de professores que atuam na educação básica. Revista Educação e Cultura Contemporânea, v. 10, n. 21, p. 48-69, 2013.

FREITAS, H. C. L. de. Formação de professores no Brasil: 10 anos de embate entre projetos de formação. Educ. Soc., Campinas, v. 23, n. 80, p. 136-167, set. 2002.

FREITAS, H. C. L. de. A (Nova) Política de Formação de Professores: a prioridade posterga-da. Educ. Soc., Campinas, v. 28, n. 100 - Especial, p. 1203-1230. Out. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/a/tYqzhTX8hPZ65g5z3zvSwWG/. Acesso em: 20 set. 2021.

GONTIJO, C. M. M. Alfabetização: políticas mundiais e movimentos nacionais. Campinas, SP: Autores Associados, 2014

GONTIJO, C. M. M.; COSTA, D. M. V. A criança na fase inicial da escrita: a alfabetização como processo discursivo. In: GONTIJO, C. M. M.; COSTA, D. M. V. (org.). A alfabetização como processo discursivo. São Paulo: Cortez, 2017, p. 85-98.

KONDER, L. O futuro da filosofia da práxis. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

LEFEBVRE, H. A vida cotidiana no mundo moderno. São Paulo: Ática, 1991. MARX/ENGELS. A ideologia alemã. Tradução de Rubens Enderli et al. São Paulo: Boi tem-po, 2012.

MINAYO, M.C. de S. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In: DESLANDES, S. F. et al. (org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

MORAES, C. S. V. Marx, Engels e a educação. In: BOTO C. (org.). Clássicos do pensamento pedagógico: olhares entrecruzados. Uberlândia: EDUFU, 2019. p. 89-113.

PIRES, M. F. C. O materialismo histórico-dialético e a educação. Interface: Comunicação, Saúde, Educação, v. 1, n. 1, 1997.

SCHNEUWLY, B.; DOLZ, J. Gêneros orais e escritos na escola. Tradução e organização de Roxanne Rojo e Glaís Sales Cordeiro. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2004.

SILVA, K. A. C. P. C. da. Epistemologia da práxis na formação de professores: perspectiva crítico-emancipadora. Revista Ciências Humanas, Rio Grande do Sul, v. 18, n. 2, p.121-135, set./dez. 2017.

SILVA, K. A. C. P. C. da. Epistemologia da práxis na formação de professores: perspectiva crítico-emancipadora. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2019.

SILVA, K. A. C. P. C. da; CRUZ, S. P. da S. Projetos em disputa na definição das políticas da formação de professores para a educação básica. Práxis Educacional, v. 17, n. 46, p. 89-104, 2021. Disponível em: https://periodicos2.uesb/index.php/praxis/article/view/8918. Acesso em: 23 out. 2021.

Publicado

2023-12-04

Como Citar

Arnone, K., & Campos Silva, D. . . (2023). FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES ALFABETIZADORES NA PERSPECTIVA DA PRÁXIS DISCURSIVA. Revista Brasileira De Alfabetização, (21), 1-14. https://doi.org/10.47249/rba2023781

Edição

Seção

ARTIGOS